Tristes Exemplos e Tristes Realidades – Pr. João Brito Nogueira – IEBV

Tristes Exemplos e Tristes Realidades – Pr. João Brito Nogueira – IEBV

Diante da angustiante realidade em que estamos vivendo em nosso país, é impossível deixar de falar acerca da situação triste e caótica que estamos vivendo em nosso querido Brasil.
Principalmente no que se refere à crise ética e espiritual em que estamos envolvidos, mergulhados e atolados no lamaçal da corrupção, sendo engolidos pela areia movediça da depravação moral endêmica que toma conta dos nossos três poderes: Legislativo, Executivo e Judiciário.
Para isto, basta ver o montante de bilhões de dólares levados ilegalmente do nosso país, pelos mega empresários e pelos políticos corruptos que circulavam (e ainda circulam) livremente e também sorrateiramente em nossas casas de leis em nossos tribunais de justiça e em nossos gabinetes governamentais (municipais estaduais e federais).
Isto sem falar dos pacotes de dinheiro que circulavam nas meias, nas cuecas, nas pastas, nos envelopes e até dentro de malas (em plena luz do dia, pelo meio da rua) transportados por ilustres figuras ligadas e manipuladas a serviço dos corruptos, corruptores e corrompidos do governo!
O Estado do Rio de Janeiro, retrato vivo da incompetência governamental do Brasil, vive uma crise terrível e dolorosa, como resultado de administrações e de políticos que compartilharam e compartilham com governo em que o governador anterior passou o “MÃOZÃO” levando, de forma ilícita tudo o que podia, e deixou como sucessor o “PEZÃO” que está espezinhando e pisoteando a população de modo cruel, colocando o Estado do Rio de Janeiro em uma situação de caos na segurança publica, na saúde, na educação, na economia, como dantes nunca foi visto.
Em alguns lugares, de tão roubada que foi (de forma tão cruel e irresponsável), a nossa querida e tão amada Petrobrás, hoje está muito mais parecendo uma SUCATOBRÁS.
Seus lindos prédios administrativos e seus pomposos escritórios, outrora tão cheios de vida, (de trabalhadores, de prestadores de serviço), hoje muitos deles foram fechados e outros funcionam com poucos funcionários e cheios apenas dos “fantasmas do mal” que por lá passaram e tentaram destruí-la utilizando-se de todas as armas que a corrupção possuía e possui.
Tenho dito estas coisas para lembrar que o nosso Brasil está nesta situação porque, por mais de uma década, foi governado por “pessoas que se achavam onipotentes para praticar todas espécie de crimes”. Pessoas que acreditavam piamente na impunidade.

“Senadoras que se acham” no direito de tomar de forma desrespeitosa, acintosa e ilegal as cadeiras da presidência do Senado, provocando desordem e desrespeito, tendo como objetivo prejudicar os trabalhos do Senado Brasileiro.
Estas “Senadoras que se acham” no direito de se comportarem ridiculamente comendo em marmitas de forma errada, no lugar, dando um exemplo errado, sem a devida compostura (que se pode esperar de senadoras), exibindo-se de forma irreverente e desrespeitosa para todo o Brasil. Foram cenas ridículas, tristes, vergonhosas, indecorosas, lamentáveis.
Gente que se acha acima da lei, que defende muito mais a bandeira vermelha de uma estrela só, do que a gloriosa, multicor, amada e preciosa bandeira Brasileira ostentando todas as suas estrelas unidas pelo lema: “Ordem e Progresso”.

Aliás, esta única estrela da bandeira vermelha, parece ser decadente, pois seu maior líder já está se afogando no lamaçal de crimes dos quais está sendo acusado e julgado pela Justiça.

“O homem mais honesto do Brasil” como ele (Lula) mesmo se autodeclarou, parece que não está conseguindo explicar-se diante da justiça. Aliás, ele diz não ser dono do apartamento tríplex em Guarujá – SP e também não é dono de uma chácara que a justiça diz que é dele.
Este “pobre” homem, de origem humilde, de parcos recursos, tem uma quantia depositada em seu nome de quase R$ 10.000.000,00 (dez milhões de reais) para sua previdência privada, e para complemento de sias aposentadorias e da pensão da sua falecida esposa.
Creio que isto é só a ponta do “iceberg”.
Estes homens e mulheres passaram a ser um exemplo daqueles que:
* “Pintam e bordam” confiando que dinheiro compra tudo e todos. E continuam “pintando e bordando”.
* Desrespeitam seus eleitores comendo e bebendo sem nenhuma compostura e respeito na mesa da presidência do senado Brasileiro, e continuam sem postura e sem classe.
* Carregam malas cheias de dinheiro da propina (na maior cara de pau) e em plena luz do dia, apenas para provar que carregar dinheiro de propina na mala é mais higiênico do que carregar na cueca ou na meia.
* Roubam e destroem o patrimônio do país transformando a “Praça dos Três Poderes” em três praças: “A Praça da Roubolândia”; “A Praça da Propinalândia” e “A Praça da Corruplolândia”.

A todos vocês que são instrumentos de corrupção, crimes, injustiças, opressões e batem no peito dizendo: “Rico sou, e estou enriquecido, e de nada tenho falta”. Porém, o senhor Deus diz: “Você não sabe que é um coitado, e miserável, e pobre, e cego, e nu” (Apocalipse 3:17).
Mas, graças a Deus que existem homens como o JUIZ MORO.
* Homens que lutam  pela ética e pela moral.
* Homens defensores da justiça e da lei.
* Homens que não se acovardam diante dos “Poderosos Chefões”.
* Homens que se debruçam sobre a Bíblia e oram. Antes, durante e depois de uma batalha judicial, moral e espiritual.

 

Pr. João Brito Nogueira – IEBV

pastor_brito

Share